A inclusão de adolescentes de 12 a 17 anos no Plano Nacional de Imunização (PNI) contra a Covid-19 foi anunciada, nesta terça-feira (27), pelo Ministro da Saúde, Marcelo Queiroga. Segundo ele, a medida será realizada após a vacinação, ao menos com a primeira dose, dos adultos acima de 18 anos de idade, sendo iniciada com os adolescentes que possuem comorbidades.

A decisão de incluir os adolescentes de 12 a 17 anos no PNI foi acertada em reunião da pasta da Saúde com representantes de estados e municípios. Com isso, Queiroga afirmou que pretende finalizar a imunização da primeira dose nas pessoas com mais de 18 anos em “no máximo cinco semanas”.

“Nossa expectativa é atingir a população acima de 18 anos vacinada até o começo de setembro. A partir daí, vamos discutir a redução no intervalo da dose da Pfizer, assim a gente avançaria com a segunda dose em um número maior de pessoas e também os abaixo de 18 anos”, explicou o ministro.

Além dessas resoluções, ainda foi definido que, depois de aplicar a primeira dose das vacinas em todo o país, o Ministério irá decidir sobre a possibilidade de antecipar o intervalo entre as doses do imunizante da Pfizer, que atualmente é de 90 dias, mas na bula do fabricante possui estabelecido o período de 21 dias.

(Com informações da Agência Brasil e do Metrópoles)