A partir do dia 14 de abril, o Governo de Goiás deve iniciar a campanha de vacinação contra a gripe H1N1 no estado. O que deve ocorrer de forma simultânea com a imunização contra de Covid-19. Com isso, o cronograma deve ficar mais complexo. No entanto, no caso da gripe, o público-alvo, em um primeiro momento, não será de idosos, como no caso do combate ao coronavírus.

Com isso, a prioridade para vacina contra a H1N1 deve iniciar com gestantes, crianças, profissionais de saúde e pessoas em idade escolar. O secretário de Saúde, Ismael Alexandrino, apontou, em entrevista coletiva realizada na manhã desta sexta-feira (26) que a diferença de públicos-alvo é necessária, pois entre uma vacina e outra deve estabelecer diferença de 14 dias.

“Temos também que observar possíveis efeitos colaterais. Sobretudo da vacina contra a Covid-19, que é nova. Por isso, adotaremos diferentes públicos-alvo”, apontou.