spot_img
sexta-feira, agosto 12, 2022

Global Statistics

All countries
593,514,545
Confirmed
Updated on 12 de August de 2022
All countries
563,754,351
Recovered
Updated on 12 de August de 2022
All countries
6,449,343
Deaths
Updated on 12 de August de 2022
sexta-feira, agosto 12, 2022

Estatisticas global

All countries
593,514,545
Confirmados
Updated on 12 de August de 2022
All countries
563,754,351
Recuperados
Updated on 12 de August de 2022
All countries
6,449,343
Mortes
Updated on 12 de August de 2022
spot_imgspot_imgspot_imgspot_img

CASAL É PRESO PELA PC EM GOIÂNIA APÓS APLICAR GOLPE ELETRÔNICO EM VÍTIMA DO RIO DE JANEIRO

A Polícia Civil do Estado de Goiás, por intermédio do Grupo de Repressão a Estelionatos e outras Fraudes (GREF) da Delegacia Estadual de Investigações Criminais (Deic), prendeu em flagrante delito, na tarde dessa quarta-feira (03/8), uma mulher e um homem, ambos suspeitos da prática do crime de estelionato eletrônico na modalidade “golpe do novo número”.

Na manhã dessa quarta-feira, os policiais civis do GREF/Deic receberam informações oriundas da Polícia Civil do Rio de Janeiro de que uma mulher, residente no município de Areal, havia sido vítima do crime de estelionato eletrônico no mesmo dia, encaminhando cópia do boletim de ocorrência para a Deic.

No boletim de ocorrência, a vítima narrou que uma pessoa a contatou via aplicativo de mensagem, disse ser o filho e solicitou realização de duas transferências bancárias. A mulher, acreditando estar de fato mantendo um diálogo com a filho, realizou ambas as transferências, totalizando a quantia de R$ 6.480,00. Entretanto, após realizar a segunda transferência, constatou ter sido vítima de um golpe e noticiou os fatos para a Polícia Civil do Rio de Janeiro.

Munidos de tais informações, os policiais civis constataram que as contas bancárias para as quais os valores foram encaminhados pertenciam a um homem e a uma mulher, casal residente em Goiânia. Assim, realizaram uma série de diligências que culminaram na prisão em flagrante de ambos, justamente os responsáveis por receberem parte dos valores provenientes dos crimes.

O casal foi autuado pela prática do crime de estelionato, na modalidade eletrônica, infração penal cuja pena pode chegar até 8 anos de reclusão. As investigações prosseguirão para identificação e prisão dos demais integrantes do grupo criminoso.

Fonte: Polícia Civil

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, insira seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

spot_img

Quirinópolis

ARTIGOS RELACIONADOS