Abrir uma empresa não é uma tarefa fácil e pode deixar muitos confusos, por conta de toda aquela burocracia. Mas, não precisa ser assim, continue lendo o texto e confira todas as dicas para você se tranquilizar e poder seguir corretamente os passos ao montar seu negócio!

O que é o empreendedorismo?

Antes de empreendermos temos que saber o que é empreender. Você já sabe o que é empreender?

Empreender é dar vida a um negócio. É realizar uma atitude transformadora. E isso não quer dizer, necessariamente, à criação de negócios modernos e sofisticados. Podemos até dizer, por exemplo, que inventar a roda foi um grande empreendimento, pois revolucionou a vida da humanidade. Lembre-se também que qualquer pessoa pode empreender, você não precisa ser superdotado ao algo do tipo, basta ter coragem e força de vontade.

Quais são as características de um empreendedor?

Nesse momento você deve estar se perguntando: mas o que fazer para dar vida a uma ideia? Bom, o que empreendedores de sucesso costumam ter em comum?

Confira algumas características que podem ser encontradas em pessoas bem-sucedidas, no geral:

  • a capacidade de perceber oportunidades disfarçadas;
  • a facilidade para tomar iniciativas;
  • a perseverança naquilo que se faz;
  • o interesse em estudar muito;
  • a capacidade de planejamento e gestão;
  • a autoconfiança.

Todas essas características reunidas, são encontradas em pessoas bem-sucedidas, no geral.Não significa que essas pessoas nasceram com elas, até porque ninguém é perfeito, mas se esforçaram para tê-las. E você pode fazer o mesmo, ter força de vontade e trabalha-las em você já é um grande passo.

Agora que você sabe um pouco das características das pessoas bem-sucedidas com seus negócios, chegou a hora de criar o seu…

Mas como fazer isso?

Primeiramente é necessário criar uma a ideia e o propósito do seu negócio. Algo que será útil no mercado, mas que ninguém ainda conseguiu. Deixe eu te explicar melhor… você precisa achar uma solução para um problema, isso é o empreendedorismo. Ex: os carros existem para chegarmos de forma mais rápida nos locais desejados, certo? Então eles existem para resolver o problema da longa distância entre os lugares.

Para simplificar: seu objetivo é criar um produto ou serviço que resolva o problema de uma grande parcela de pessoas.

Em seguida, procure conhecer o mercado de maneira detalhada, bem como seus possíveis clientes, concorrentes e parceiros. Crie um plano de negócios que sustente o seu projeto, verifique a viabilidade do negócio a partir das reais possibilidades de lucro e, por fim, legalize sua empresa. Agora, você deve cuidar da formalização do empreendimento.

Como abrir minha própria empresa?

  1. Reúna os documentos necessários para formalizar a empresa.

Tudo começa quando você consegue reunir toda a documentação exigida para legalizar seu empreendimento. Nesse caso, os documentos necessários para a abertura do seu CNPJ são:

Três cópias do RG, CPF ou até mesmo da carteira de habilitação. Preserve seus documentos originais e tire copias autenticadas dos mesmos.

Duas cópias do comprovante de residência.Caso você tenha sócios, eles também precisam entregar esses mesmos documentos. Contrato de locação ou escritura do escritório. Mesmo se a empresa estiver localizada dentro da sua própria residência, você é obrigado a apresentar o documento relativo a ela.

  1. Abra a empresa

Uma vez que possuir toda a documentação necessária para formalizar sua atividade, você já poderá efetivar a criação do empreendimento.

Será necessário decidir o nome da sua empresa — que será o nome fantasia — e a razão social, que é o nome da pessoa jurídica. A razão social é o nome que aparecerá em praticamente tudo o que fizer parte do universo de sua empresa, como escrituras, documentos, notas fiscais, entre outros. Mas não se esqueça de verificar se o nome da sua empresa já não está sendo utilizado por outra organização.

O INPI (Instituto Nacional de Propriedade Industrial) dá o direito de utilização do nome fantasia a quem registrá-lo primeiro. Então, uma vez registrada, a marca se torna propriedade da empresa e, o que impede que outro empreendedor tente registar o mesmo nome.

  1. Crie o CNPJ

Como dito anteriormente, o número do CNPJ é a identidade da sua empresa dentro de todo o território nacional, funcionando como um CPF empresarial. Com o CNPJ, sua empresa estará cadastrada tanto no Ministério da Fazenda quanto na Receita Federal, o que garantindo a possibilidade de atuar dentro de todo o território nacional.

É o CNPJ que garante a existência e a legalidade da empresa. Justamente por isso, quando o assunto é abrir a própria empresa, tirar o CNPJ é, geralmente, uma das principais preocupações. Mas não há segredo: basta dar a entrada no processo na Junta Comercial do seu estado e, em seguida, emitir o cartão do CNPJ na Receita Federal.

Por fim, é preciso dar entrada na Inscrição Municipal para tirar a nota fiscal da sua empresa, que será liberada no site da prefeitura.

E aí? Agora você vai abrir sua empresa? Te ajudamos a entender a base do processo? Conte para nós se o texto te ajudou.

Fonte:https://blog.wedologos.com.br/empreendedorismo/abrir-negocio/como-abrir-sua-propria-empresa/

Se houve interesse de sua parte, consulte o site para informações mais detalhadas.